A VINHA, FIGUEIRA DE CIMA.

Influenciada pelo microclima da Serra de S. Mamede, num lugar de imensa beleza, surge Figueira de Cima, com duzentos hectares de prados raiados de verde, dourado e castanho intenso. Ali, a vista enche-se de céu e montanha, os carvalhos e os sobreiros são como rebanhos na paisagem. Os quarenta hectares de vinha situam-se no cimo do cerro, o que lhe proporciona uma drenagem adequada e natural e uma excelente exposição solar, os solos são xistosos e a diferença de níveis produz uma acentuada variação térmica entre o dia e a noite, o que favorece a óptima maturação da uva.

Alicante Bouschet (A principal variedade Reynolds)

Foi introduzida em Portugal, pela família Reynolds, há mais de um século e meio.

Alicante Bouschet ou Alicante Henri Bouschet é uma variedade que foi cultivada extensamente desde 1866, tratando-se de um cruzamento entre Petit Boueschet (resultado também de um cruzamento entre a velha Teinturier du Cher e Aramon) e Garnacha.

Para além do Alicante Bouschet, são cultivadas outras castas portuguesas de tinto e branco, como:

Touriga Nacional

Touriga Nacional

Antao Vaz

Antao Vaz

Aragonez

Aragonez

Arinto

Arinto

Trincadeira

Trincadeira

Alfrocheiro

Alfrocheiro

São também produzidas outras reconhecidas castas internacionais, numa menor proporção:

Syrah

Syrah

Cabernet Souvignon

Cabernet Souvignon